Corpo docente

Anna Ramus Moreira

Anna Ramus Moreira

Bacharelado em Química e graduação em Química Industrial, ambos pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo (1990) e Mestrado em Engenharia de Materiais pela Universidade de São Paulo (2002). É Pesquisadora do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - IPT desde setembro de 1991. Tem experiência na área de Química e Engenharia de Materiais, com ênfase em Corrosão e Revestimentos Metálicos e Orgânicos. Atua principalmente nos seguintes temas: corrosão, tratamentos de superfície, lixiviação de produtos de corrosão em dutos de transporte de etanol, corrosão atmosférica, ligas zinco/alumínio, biocombustíveis, inibidores voláteis de corrosão e restauro. Coordena projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, presta assessoria em corrosão e proteção e presta serviços tecnológicos para o setor produtivo.

Atividades Científicas

29 trabalhos publicados

23 participações em congressos

mais de 300 relatórios técnicos emitidos


Antonino Di Marco

Antonino Di Marco

Engenheiro Químico graduado pela UFRRJ, especializado em Tratamento de Corrosão e Pintura, Certificação NACE O-CAT #47455. Mais de 30 anos de experiência na indústria de Tintas, Petroquímica e Oil e Gas. Trabalhou na Akzo Nobel (International Paint) e PPG Industries (Amercoat e Sigma Coatings) com passagens nas Tintas Reflex e Tintas Jumbo. Atuou em Pesquisa e Desenvolvimento, Assistência Técnica, Marketing e Vendas e hoje trabalha na SBM Offshore do Brasil na área de Integridade de Ativos.


Antonio Carlos Pires Caetano

Antonio Carlos Pires Caetano

Engenheiro Eletrônico graduado pela UFRJ em 1988, com especialização em eletrônica de potência. Certificação NACE CP4 – Cathodic Protection Specialist #68486. Certificação PMI – PMP #216883. MBA em Gestão de Projetos pela FGV. Mais de 25 anos de experiência em sistemas de proteção catódica e controle de corrosão e de interferências elétricas. Atua como engenheiro na IEC Engenharia desde 1991, ocupando o cargo de Gerente de Engenharia desde 2008. Membro NACE, PMI e ABRACO.


Celso Gnecco

Celso Gnecco

Engenheiro Químico formado em 1974 pela Escola Superior de Química Oswaldo Cruz em São Paulo/SP Cursos de pós-graduação na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, em Corrosão, Polímeros, Papel & Celulose e Refinação de Petróleo. Ex-chefe do Laboratório de Pesquisas e Desenvolvimento de Tintas do IPT- Instituto de Pesquisas Tecnológicas, onde trabalhou de 1969 à 1990. Gerente de Treinamento Técnico da Sherwin-Williams-Unidade Sumaré, desde 1990. Ex-Presidente da Comissão de Métodos de Ensaios em Tintas da ABNT Professor da ABRACO - Associação Brasileira de Corrosão no Curso Inspetor de Pintura Nível I em São Paulo/IPT, desde 2007. Professor da ABRAFATI – Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas – Curso de Tecnologia em Tintas, desde 1993. Membro da diretoria da ABRACO no biênio 92/93. Membro do Conselho Consultivo e Deliberativo da ABRACO nos biênios 93/95, 96/97 e 98/99 . Autor da publicação IPT 1558 - PINTURA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL (1984). Co-autor: PUBLICAÇÃO TÉCNICA PT 07 - Núcleo de Tecnologia da Construção Metálica / Escola Politécnica da USP-FDTE - PROTEÇÃO CONTRA A CORROSÃO. Co-autores: Ubiraci E. L de Souza e Antonio D. de Figueiredo (1988). Co-autor: APOSTILA TÉCNICA e CARTILHA DO PINTOR - Pinturas Ypiranga. Co-autor: Fernando Fernandes (1989).§ Co-autor: Livro da ABRAFATI - TINTAS: CIÊNCIA E TECNOLOGIA (1ª a 4ª edições de 1993 a 2009). Co-autor: Livro “ESTRUTURAS DE AÇO”- CONCEITOS, TÉCNICAS E LINGUAGEM- Autor – Luís Andrade De Mattos Dias - Editora Zigurate. (1997) Co-autor: Livro Tratamento de Superfície e Pintura – Publicação IBS/CBCA da série Manual de Construção em Aço. Co-autores R.Mariano e F.Fernandes (2003). Autor das “Historinhas do Pincelzinho” publicadas na revista “Pintura Industrial” da Editora Ávila-Agnelo”


Fábio Kränkel

Fábio Kränkel

CHEFE da seção de Serviço ao Cliente da WEG Tintas desde 2013. QUÍMICO INDUSTRIAL formado pelo CEEP – Centro Estadual de Educação Profissional em 2006. INSPETOR DE PINTURA INDUSTRIAL – Nível 2, qualificado desde 2004. COATING INSPECTOR – Level 3 NACE, qualificado desde 2011. MEMBRO do Comitê Brasileiro de Corrosão – ABNT/CB-43 – desde 2005. COORDENADOR TÉCNICO do Grupo de Trabalho de Painéis Elétricos (GT) nomeado pelo CB-43 em 2015. MEMBRO do Comitê Técnico do SBPA – Seminário Brasileiro de Pintura Anticorrosiva em 2015.


Fernando de Loureiro Fragata

Fernando de Loureiro Fragata

Engenheiro Quimico; Inspetor de revestimentos anticorrosivos da NACE (USA); Pesquisador do Laboratório de Corrosão de CEPEL - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica; Coordenador do grupo I da Rede PATINA, projeto iberoamericano de corrosão desenvolvido pelo CYTED (Espanha); Autor de mais de 60 trabalhos apresentado em Congressos e Seminários nacionais e internacionais; Um dos autores do livro PATINA - Proteção Anticorrosiva de Metais na Atmosfera, editado pelo CYTED (Espanha); Membro das bancas de mestrado e doutorado da COPPE-UFRJ; Membro do comitê técnico de congressos Internacionais; Membro do SSPC (USA) - Steel Structures Painting Council.


Fernando Fernandes

Fernando Fernandes

Especialista em Pintura Anticorrosiva. Curso de Engenharia Química (5º incompleto) pela Faculdade Oswaldo Cruz – São Paulo/SP. Técnico Químico (CRQ) – Formação no Colégio do Carmo em Santos/SP (1980). Instrutor da ABRACO (2008 até hoje). Supervisor de Projetos na International Paint (2005 até hoje) Assistente de Serviços à cliente na Sherwin-Williams (1996 – 2004). Supervisor de Controle de Qualidade na empresa de pintura GRC (1995). Técnico Químico no Laboratório de Tintas no Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo – IPT (1984 – 1994). Presidente de grupos na ABNT

Publicações (Co-autor): 2004 Tintas & Vernizes – ABRAFATI (Celso Gnecco, Roberto Mariano e Fernando Fernandes); 2004 Apostila Técnica – Tintas SUMARÉ (Celso Gnecco, Roberto Mariano e Fernando Fernandes); 2003 Tratamento de Superfície e Pintura – IBS e CBCA (Celso Gnecco, Roberto Mariano e Fernando Fernandes 2001 Manual do Vendedor – Tintas Sumaré - (Celso Gnecco, Roberto Mariano e Fernando Fernandes); 1994 Manual de Pintura – IPT (Godofredo E. Winnischofer, Lígia A. A. A. de Souza e Fernando Fernandes); 1993 Cartilha do Pintor – Pinturas Ypiranga S/A (Celso Gnecco e Fernando Fernandes); 1992 Desempenho de Sistemas de Pintura – ABRACO/IPT (Lígia A.A. A. de Souza e Fernando Fernandes); 1991 Manual de Pintura – ELETROPAULO (Celso Gnecco, Lígia A. A. A. de Souza e Fernando Fernandes); 1990 Guia do Pintor – Pinturas Ypiranga S/A, Autores (Celso Gnecco e Fernando Fernandes).


Florentina Francisca de Melo

Florentina Francisca de Melo

Técnica química, especializada em corrosão ,certificada como inspetora de pintura industrial ABRACO Nível 2. Possui 30 anos de experiencia nas áreas de controle de qualidade e desenvolvimento nas industrias de tinta, naval, off shore. Atuou também com pesquisa na área de corrosão no INT (Instituto Nacional de Tecnologia).


Gerson Vianna Vieira

Gerson Vianna Vieira

Pesquisador do Laboratório Corrosão, Controle de Qualidade em Tintas e Revestimentos (CENPES - Centro de Pesquisas da Petrobras). Inspetor de Pintura Níveis I e II (PETROBRAS). Instrutor do Curso da ABRACO para a qualificação de Inspetores de Pintura Industrial Nível I. Membro da Comissão de Estudo de Pintura Anticorrosiva do CB 43 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).


Hermano Cezar Medaber Jambo

Hermano Cezar Medaber Jambo

Engenheiro metalúrgico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com mestrado, doutorado e pós-doutorado na área de Eletroquímica e Corrosão, pela COPPE/UFRJ / King Saud University. Na área acadêmica, foi instrutor da disciplina Corrosão na Universidade do Estado do Rio de janeiro, UERJ, e das disciplinas de Processos de Fabricação Mecânica, Corrosão e de Laboratório de Ensaios Mecânicos na Universidade Souza Marques. Atualmente é instrutor dos cursos de Corrosão e Deterioração de Equipamentos da Universidade Petrobras. É autor de vários trabalhos técnicos, publicados no Brasil e no exterior. Começou sua carreira no Centro Tecnológico do Exército, CTEx, na área de Materiais e posteriormente ingressou na Petrobras iniciando suas atividades no setor de Inspeção de Equipamentos na Refinaria Duque de Caxias, REDUC. Atualmente, lotado na Gerência de Tecnologia de Inspeção de Equipamentos da Petrobras, atua como Consultor Técnico Master, onde presta assessoria técnica nas áreas de seleção de materiais, inspeção, corrosão e análise de falhas.


João Paulo Klausing Gevásio

João Paulo Klausing Gevásio

Engenheiro eletricista pelo CEFET-MG (2004), com pós-graduação Latu Sensu em Engenharia de Dutos pela PUC-RJ (2008) e mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela UFRJ (2018). Consultor em Proteção Anticorrosiva com ênfase em Proteção Catódica na PETROBRAS, onde trabalha desde 2006 no setor de Engenharia de Dutos Terrestres. Principais atividades: projeto, assistência técnica, docência, pesquisa e desenvolvimento. Coordenador Técnico da Comissão de Proteção Catódica e da Comissão Especial de Mitigação de Interferências Elétricas da ABNT. Certificação NACE CP-3 (Cathodic Protection Technologis).


Laerce de Paula Nunes

Laerce de Paula Nunes

Engenheiro Metalúrgico, com 30 anos de experiência nas áreas de corrosão, pintura industrial e proteção catódica. Autor de livros e vários trabalhos técnicos nessas áreas. Áreas de atuação como consultor: Pintura industrial, Proteção Catódica e Revestimentos Anticorrosivos.


Márcio Bispo de Almeida

Márcio Bispo de Almeida

Técnico em Metalurgia – Escola SENAI Nadir Dias de Figueiredo. 2010-hoje – Técnico especializado nível três – IPT. Exerce atividade de coordenação de equipes no laboratório de corrosão, execução e desenvolvimento de ensaios na área de corrosão e proteção, inspeção e montagem de ensaios em campo, avaliação de pintura em instalações e equipamentos, ensaios físicos em tintas liquida, aplicação de revestimentos, avaliação de sistemas de proteção catódica, avaliação de processos e produtos para indústrias de galvanoplastia, instrutor para troca de cupons em tubulações de empresas petroquimicas. 2010-hoje – Instrutor da ABRACO no curso para qualificação de inspetores de pintura industrial nível 1 – ministra treinamento pratico e teórico nas aulas de falhas e defeitos em pintura industrial e ensaios. 2006-2010 – Técnico em metalurgia – Fundação de Apoio ao Instituto de Pesquisas Tecnológicas - FIPT. Execução de ensaios acelerados de corrosão, ensaios em tintas liquidas, ensaios em revestimentos orgânicos e inorgânicos, ensaios em tubulações de petróleo e derivados (corrosão interna e externa de dutos); 1999-2005 – Técnico em metalurgia nível um – Fundação André Tosello. Execução de ensaios acelerados de corrosão, ensaios em tintas liquidas, ensaios em revestimentos orgânicos e inorgânicos.


Roberto Mariano

Roberto Mariano

Bacharel em Física, graduado pelo Instituto de Física da Universidade de São Paulo - USP , em 1980.Trabalhou durante dez anos no Laboratório de Tintas e Vernizes da Divisão de Química e Eng. Química do IPT - INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO S/A, iniciando em abril de 1975, saindo em junho de 1985.Foi o responsável pela Assistência Técnica da Tintas Sumaré e posteriormente Sherwin-Willliams do Brasil, durante 20 anos, e nos últimos 15 anos foi o Gerente de Produtos e Serviços a Clientes, tendo iniciado em junho de 1985 e saído em maio de 2005. Participou e tem participado de Seminários, Cursos e Palestras Técnicas como palestrante e instrutor na área de Tintas e Pintura anticorrosiva, desde 1978. Na INTERNATIONAL PAINT, desde outubro de 2005, exerceu a função de Supervisor de Projetos no Protective Coatings até dezembro de 2015.


Segehal Matsumoto

Segehal Matsumoto

Químico Industrial, Engenheiro Químico, Engenheiro de Segurança do Trabalho. Especialista em: Pintura naval - obras novas, reparos e manutenção de bordo; Pintura industrial e offshore; Pintura interna de tanques; Inspeção, diagnóstico, levantamento de dados de pintura industrial. Instrutor da ABRACO, do Curso para Qualificação de Inspetor de Pintura Industrial - Níveis 1 e 2, desde 1986 (preparação de superfície, aplicação de tintas, aulas práticas, interpretação de Normas Petrobras, ABNT, ISO, SSPC, NACE). Outras experiências profissionais: Stoncor Group - Tintas Carboline - São Paulo/SP (1999-2001); Tintas Renner S/A - Kansai Marine Paints - JP | Divisão de tintas marítimas e manutenção (1995-1999); Tintas Internacional S/A - International Marine Coatings - UK | Technical Service Manager (1978-1994); Lithcote do Brasil S/A (revestimentos) - São Paulo/SP | Depto. Técnico - aplicador de revestimentos anticorrosivos (1971-1978). Viagens e outras informações: New Castle – International Paint - UK – diversos treinamentos técnicos focados em pintura marítima; Hyunday Shipyard – Coréia do Sul – Acompanhamento de docagem; Cingapura – Treinamento para aplicação de Self Polish Copolymer, antifouling em fundo de embarcação; Lisnave – Portugal – Acompanhamento de docagem; HDW – Hamburgo – Alemanha – Acompanhamento de docagem; Houston – EUA – Treinamento para aplicação de tinta epoxy sem solvente com airless spray duplo com aquecimento; Argentina – Estaleiro Tandanor (docagem) – Plataforma Henrique; Mosconi (manutenção e blindagem da proteção catódica).


Victor Gomes Silva

Victor Gomes Silva

Graduado em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2008,  com Mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal Fluminense, em 2012, Pós Graduação em Engenharia de Inspeção de Equipamentos pela Universidade Petrobras em 2013 e cursando Doutorado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela UFRJ. Tem experiência na área de corrosão interna e externa na Aracruz Celulose, ES, por onde atuou entre 2008 e 2009 e em Qualificação de Materiais para dutos flexíveis na Technip, por onde atuou em 2009. Desde meados de 2009 atua no CENPES (Petrobras), primeiramente na área de Seleção de Materiais (2009 a 2013) e posteriormente na área de Monitoração da Corrosão Interna (2014 a atual). Atualmente participa de projetos na área de Monitoração através de técnicas não intrusivas e Desenvolvimento de novos dispositivos para Monitoração da Corrosão e também participa do Grupo de Revisão da norma Petrobras de Monitoração da Corrosão Interna, além de ministrar cursos em instituições como SENAI e Universidade Petrobras.


Walmar Baptista

Walmar Baptista

Possui graduação em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1981), graduação em Licenciatura Em Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1984), mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985) e doutorado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002). Trabalhou durante 32 anos na área de corrosão no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Petrobras. Tem experiência na área de Engenharia de Materiais e Metalúrgica e Engenharia Submarina, com ênfase em Corrosão, atuando principalmente nos seguintes temas: corrosão e proteção catódica de equipamentos submarinos, extensão de vida e descomissionamento de equipamentos submarinos, análise de falhas por corrosão, eletroquímica, equipamentos offshore para produção de gás e óleo. Possui mais de cem trabalhos apresentados em congressos e revistas nacionais e internacionais. Ministra aula em diversos cursos de pós graduação.